E-mail: bloggccgs@gmail.com

Rádio OnLine Toque Da Cidade

17 de jun de 2010

Morte de GCM em Curitiba/PR. - Greve e Queda do Comandante...

Nesta centésima matéria, decidi postar algo que mostrasse a realidade da maioria das Guardas Municipais do Brasil. Selecionei três reportagens da Guarda Civil de Curitiba/PR., que tiveram repercussão na nossa categoria.
Ao lerem as matérias, observem além, vejam nas entrelinhas e com certeza chegaram a diversas conclusões...Sintam-se a vontade para externá-las aqui nos comentários, sempre resguardando nossa moral, integridade e inteligência, contrariando aqueles que subestimam nossa classe.
Atenciosamente,

GC 1ªCL Gilberto Silva / Cotia - SP.
_____________________________________________________________

02/06/2010 às 00:11:47


Parte I - Guarda municipal é morto dentro de parque

Giselle Ulbrich

A vulnerabilidade a que estão expostos guardas municipais, resultou na morte de Joel Franklin, 45 anos, no início da noite de ontem. Ele levou um tiro no rosto e teve sua arma particular e o colete balístico da instituição levados por assaltantes.
Joel havia acabado de assumir o serviço no Parque da Barreirinha, e estava responsável por cuidar sozinho de 275 mil metros quadrados, até a manhã seguinte. Joel é o quinto guarda municipal morto, desde o ano passado.


Segundo contaram colegas de trabalho de Joel, ele assumiu o serviço às 18h. Às 19h, quando uma equipe foi ao local para ronda e para levar a arma da instituição para Joel trabalhar, o encontrou morto na porta da sede da Guarda no parque.
Acredita-se que dois homens numa moto escura entraram no local e mataram Joel para roubar sua arma. Como o local é escuro e rodeado de mato, ninguém viu o que aconteceu.
Dois homens numa moto foram as únicas pessoas vistas saindo do parque, naquele intervalo de tempo, por funcionários da Sanepar que realizavam obras na entrada.

Luta

Joel tentou reagir, pois havia sinais de luta dentro da sede e o capacete do guarda municipal estava caído e com a viseira quebrada. A moto que ele usava em serviço também estava derrubada ao chão.
O delegado Fábio Pereira, da Delegacia de Homicídios, não descarta a hipótese de Joel ter levado um tiro da própria arma, um revólver calibre 38, enquanto lutava com os assaltantes.
“Como se trata de um latrocínio (roubo com morte), a Delegacia de Furtos e Roubos assumirá as investigações.” Joel morava em Colombo, era casado e tinha dois filhos. Trabalhava na Guarda Municipal há 20 anos e há cerca de quatro meses estava lotado no parque.

Trabalho inseguro em toda a cidade

Mais de 100 pontos em Curitiba possuem guardas municipais trabalhando de forma vulnerável, assim como Joel Franklin, dentro do Parque Barreirinha. São guardas que realizam trabalhos noturnos, sozinhos e, muitas vezes, desarmados, em locais de alto risco. A constatação é do diretor do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba, Diogo Monteiro.
O diretor denunciou que mais um colega morreu em serviço, por falta de planejamento da prefeitura. “Será que vão esperar morrer 15 pra tomarem providências?”, disse o sindicalista.

Emoção

O supervisor José Aparecido, segurando o choro, desabafou que a morte de Joel é incompetência do comando, em deixar que uma pessoa trabalhe sozinha, num local ermo e escuro como o Parque da Barreirinha. “Não existe segurança de uma pessoa só. Os marginais notaram essa facilidade e planejaram o roubo”, disse o supervisor.
José também comentou que não era correto Joel trabalhar com arma particular. Mas, conforme avaliou, seu colega não queria ficar vulnerável, até a chegada da arma da corporação. O supervisor também reclamou que a burocracia e a falta de armamento apropriado fazem com que guardas procurem se armar por conta própria.

Greve anunciada

No local do crime, vários guardas municipais cogitaram a possibilidade de nova greve. “Na última paralisação, o coronel Itamar (dos Santos, secretário municipal de Defesa Social) prometeu que nenhum guarda trabalharia sozinho. No início, a promessa até funcionou. Mas passaram-se poucas semanas e voltamos a trabalhar sós em locais vulneráveis, de alto risco”, reclamou um guarda, que preferiu não se identificar.

Guardas municipais pararam de 22 de fevereiro a 3 de março. Mas de todas as reivindicações que pediram, a única que conseguiram foi o aumento de salário em 20%. O restante das condições de trabalho que pediam melhorias ficaram para trás.

Fonte:http://www.paranaonline.com.br/editoria/policia/news/450908/noticia=GUARDA+MUNICIPAL+E+MORTO+DENTRO+DE+PARQUE

_____________________________________________________________

Qua, 02 de Junho de 2010 19:02


Parte II - Guarda Municipal pede saída do secretário de Defesa Social

Daiane Rosa

Para os profissionais a morte do 5º colega de trabalho se deve a má gestão...


Os guardas municipais de Curitiba estão revoltados e em luto pela morte do quinto colega de profissão, em apenas oito meses, por falta de segurança na execução do trabalho. Joel Franklin, de 42 anos, foi assassinado, na noite de segunda-feira (1), no Parque da Barreirinha, enquanto trabalhava. Joel deveria cuidar sozinho de uma área de 275 mil metros quadrados e aguardava há uma hora pela entrega de uma arma da instituição. Mas quando os colegas de trabalho chegaram ao local para entregar o revolver, já era tarde demais, ele estava morto.

“Estamos cansados de ficar reféns da criminalidade, sem instrumentos de trabalho”, disse indignada a presidente do sindicato Sismuc, Marcela Alvez Bonfim. Para ela, o colega foi vítima da vulnerabilidade que os profissionais da área estão sujeitos no período de trabalho pela má administração. “Não reconhecemos o comando do secretário municipal de Defesa Social, Itamar dos Santos, e por isso pedimos a retirada dele da secretaria”, disse.

A classe trabalhadora reivindica o cumprimento do acordo que já havia sido firmado de que guardas municipais não trabalhem sozinhos, sempre acompanhados de, pelo menos, um outro colega e que todos possam ter o porte de uma arma da instituição. “Fomos informados de que uma licitação prevê a compra de 55 novas armas, mas isso não é suficiente para a demanda”, se indigna Marcela.

De acordo com o diretor do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba, Diogo Monteiro, há mais de 100 pontos na cidade que possuem guardas municipais trabalhando de forma vulnerável, em trabalhos noturnos, sem armas e sozinhos, assim como Joel.


De 1º de fevereiro até 3 de março, a guarda municipal já esteve em protesto solicitando várias melhorias de trabalho, mas a única atendida foi o aumento de 20% no salário. Na próxima sexta-feira (4), guardas municipais se reúnem com representantes da prefeitura para discutir a regulamentação do trabalho, no mínimo, em dupla. A categoria não descarta a possibilidade de uma greve geral caso não haja mobilização da prefeitura quanto às reivindicações de segurança para os profissionais da guarda municipal.

Reportagem Daiane Rosa
Fotos Lineu Filho

Fonte:http://jornale.com.br/portal/curitiba/138-04-curitiba/4511-guarda-municipal-pede-saida-do-secretario-de-defesa-social.html

_____________________________________________________________

Qua, 08 de Junho de 2010.


Parte III - GUARDA MUNICIPAL TIRA CEL PM DO COMANDO


Ai está o exemplo vivo que a luta não pára aqui, vamos continuar nossa luta insistente pela regulamentação das guardas municipais, completamente desmilitarizadas por todo o Brasil.

em Curitiba/PR, a categoria pagou um alto preço para o prefeito reconhecer a incompetência e má gestão que ocorreu por vários anos no comando da guarda municipal, nossos irmãos, naquela cidade, pagaram com a própria vida.

Que isto sirva de alerta a outros prefeitos que insiste na idéia de ter a frente de uma nova esperança da segurança pública de sua cidade, um coronel, mas enfim caiu mais um e vamos persistir até que o mundo inteiro saiba que o sistema falhou e por isso não queremos falhar também!

PARABÉNS GUARDAS MUNICIPAIS DE CURITIBA!!!

Por Naval

Guarda municipal de Curitiba/PR. inicia desmilitarização das Guardas Municipais e coronel cai!

Demorou, mas aconteceu: Itamar caiu

O coronel Itamar dos Santos não é mais o secretário de defesa social de Curitiba. A insistente reivindicação da categoria foi atendida depois de uma série de problemas que culmiram com a morte de cinco guardas no período de um ano, além de greve e mobilizações da categoria. A notícia foi dada hoje (7), na página da prefeitura, que anuncia a nomeação de um novo secretário para o cargo, fato comemorada pela categoria.

\"A queda do coronel representa uma vitória nossa, que por diversas vezes alertamos essa administração dos problemas que estavam ocorrendo no gerenciamento do trabalho. Esperamos que as mudanças continuem para uma gestão mais democrática, no sentido de desmilitarização da corporação e valorização profissional\", diz o guarda municipal Diogo Monteiro, diretor do Sismuc.
O novo nome a assumir o cargo é do delegado da polícia civil Marcus Vinícius Michelotto. Bacharel de Direito na Universidade Federal do Paraná (UFPR), no ano de 1991, Michelotto ingressou na carreira como delegado em 1994. Passou por Campo Mourão, Foz do Iguaçu, Colombo e, mais tarde, Curitiba.

A campanha pela mudança no comando da guarda, no entanto, permanece. O sindicato mantém posição quanto à necessidade de um outra forma de gestão que garanta condições adequadas de trabalho para os guardas municipais e a prevenção para redução dos riscos da profissão. Nos próximos dias representantes de cada núcleo realizam reuniões com as chefias para detectar os pontos de maior vulnerabilidade onde serão mantidos um efetivo mínimo de dois guardas.

Fonte: SISMUC - http://www.guardasmunicipais.com.br/

1 comentários:

Anônimo disse...

isso é verdade perdi meu pai por culpa da má administração da prefeitura e curitiba no governo de beto richa ele esperou 5 familias ficarem disimada de seus chefes para tomar providencia e o pior q continua do mesmo jeito no governo do luciano. sou filha do GM frankelin q muitas vezes esperava pela arma da corporação ate a 00:00hrs no dia do ocorrido foi pura coicidencia eles levarem o kit dele as 19:00hr fico me perguntando pq naquele dia foram mais cedo? espero q a policia descubra..

9 de abril de 2011 10:44

Postar um comentário