E-mail: bloggccgs@gmail.com

Rádio OnLine Toque Da Cidade

28 de fev de 2015

Ministério Público fecha Comércio irregulares e da um Basta em Pancadões

Neste Sábado (28), foi formada uma força tarefa pelo Ministério Público de Cotia na Pessoa do Promotor Ricardo Navarro que auxiliado pela Guarda Civil de Cotia, Policia Militar, Secretaria de Industria e Comércio, Secretária de Saúde e Demutran, fiscalizaram e fecharam alguns Bares e Comércios irregulares na Cidade de Cotia.


Com a informação colhidas a dias pelo setor de inteligência da Guarda Civil de Cotia se formou essa força tarefa para combater os "PANCADÕES" que acontecem a muito tempo por vários bairros de Cotia quase que todos os finais de semana e feriados, causando várias denuncias por parte de moradores que não conseguem dormir ou mesmo ter um pouco de paz em seu lares.

Um desces Pancadões estava sendo realizado no bairro do Rosimeire, mas com a chegada das viaturas logo se dispersou a multidão que estava confinada em um terreno inapropriado havendo um principio de tumulto e até lançamento de pedras nas viaturas mas que logo se dissipou esvaziando o local deixando a fiscalização trabalhar. 


No inicio da operação foram percorridos vários Bairros desde o bairro do Atalaia passando pelo centro de Cotia, Monte Serrat, Pq. Bahia, Vila Clara, Pq. Rizzo, Miguel Mirizola e Rosimeire.

Constatado as irregularidades em sua maioria foram lacrados e notificados e informados que deveriam comparecer a Secretarias para regularização, não podendo retirar o lacre pois sofreriam sansões administrativas e criminal.

Em um estabelecimento foi constatado várias maquinas de caça-níquel onde o Promotor determinou suas apreensões conduzindo-as a Delegacia de Cotia para confecção do Boletim de Ocorrência e lacrando o local em seguida.


Como foi divulgado semana passada em sessão plenária da câmara de Cotia com presença do Secretário de Segurança Pública de Cotia Insp. Albuquerque, Adjunto Romildo, Comandantes da PM Cap. Dias e Insp. Adelmo, Promotor Dr. Ricardo Navarro e Autoridades do Município o projeto de lei do silêncio que deveria ser votado e entraria em vigor foi emperrado depois que um dos Vereadores pediu vistas obedecendo o regimento interno, atrasando a votação em mais duas sessões, deixando os presentes revoltados pelo atraso, sendo que esta lei é de vontade popular e dos que ali se fizeram presente representando a Segurança Pública do município.

No final foi positivo o trabalho realizado pela força tarefa que demonstrou que querendo e o poder público tomando a frente é possível acabar de vez com o barulho a bagunça e as irregularidades dos comércios em nosso município. 



Imagens: Souza Lima

Por: Souza Lima





  







0 comentários:

Postar um comentário