E-mail: bloggccgs@gmail.com

Rádio OnLine Toque Da Cidade

16 de mar de 2012

Guarda Civil de Cotia entra em 'greve branca' nesta quinta-feira

Blog GCM 1ªCL Gilberto Silva

A Guarda Civil de Cotia começa hoje a chamada ‘greve branca’, por tempo indeterminado, por não terem atendidas suas reivindicações. .

Na tarde desta quinta-feira, dezenas de guardas que estavam em seu horário de folga, fizeram uma assembleia no Pequeno Cotolengo e foi colocada em votação em fazer uma greve geral ou manter-se em seus postos fixos por tempo indeterminado, sem sair para as rondas.

.

O efetivo que entra às 19 horas desta quinta, já estará cumprindo o acordado entre os guardas. Não se sabe quantos irão aderir ao movimento. Segundo o líder do movimento, GC CD Asché, o número de guardas que estão empenhados na mobilização aumentou consideravelmente.

.

Os guardas tiveram ciência de que após a reunião do comando na última segunda-feira, o aumento salarial foi descartado pela administração.

.

O movimento deixou de lado a discussão do plano de carreira por enquanto e se concentra na reivindicação da melhora salarial. Eles querem 100% de aumento nos próximos três anos (sendo 40% antes de entrar o período eleitoral deste ano, e mais duas parcelas de 30%, em 2013 e 14), além do pagamento das horas extras de 50%.

.

A maioria dos guardas tem revertida a hora extra em banco de horas, mas diz ter dificuldades obter esse benefício. Há o caso de um GCM que tem 1600 horas no banco e não consegue tirá-las para descansar.

.

Após a reunião, o GC CD Asche levou ao conhecimento do comando a decisão do movimento.

Após 2 horas parados, guardas voltam às ruas

Após duas horas de ‘greve branca’, os guardas civis de Cotia voltaram às ruas. A paralisação foi total. Apenas as viaturas da ROMU saíram para as rondas. .

O comando da Guarda Civil ao ver que a adesão foi grande, se reuniu com o movimento e pediu para que estes aguardassem até esta sexta-feira, quando será realizada uma reunião de emergência com o prefeito Carlão Camargo, às 10 da manhã.

.

No momento da publicação desta matéria (21h30), os guardas saíam para os seus postos de trabalho e rondas pela cidade.

.

Fonte: Cotia Todo Dia

Guarda Civil de Cotia ameaça entrar em greve

A Guarda Civil de Cotia ameaça entrar em greve caso suas reivindicações não sejam atendidas pela prefeitura. .

Os GCMs cobram o que dizem ser de direito da corporação e a pauta de reivindicações foi entregue ao comando e ao prefeito Carlão Camargo.

.

Há tempos que os guardas pedem melhorias, como plano de carreira, pagamento de horas extras, pagamento de licenças prêmio, entre outras reivindicações. Até uma associação da categoria foi criada para ter maior poder de negociação com o comando e com a prefeitura.

.

No Carnaval houve ameaça de paralisação. Na ocasião, guardas civis procuraram o cotiatododia para reclamar do que eles chamam de ‘abusivos’ os plantões e turnos dobrados a que são submetidos, como no próprio Carnaval, onde trabalhavam além das 12 horas, mais algumas adicionais, sem o recebimento de horas extras e vale refeição.

.

O comando soube da mobilização e chamou os guardas para conversar e ficou acertado que em troca da não paralisação, uma reunião seria marcada para o dia 24, após o Carnaval.

.

Nessa reunião não ficou nada acertado e outra ficou de ser marcada.

.

Reivindicações e ameaças

.

No dia 18 de fevereiro, o secretário adjunto de Segurança, Cilso Vieira, conheceu a pauta de reivindicações dos guardas e prometeu encaminhá-la ao prefeito.

.

No documento, os guardas dizem estar cansados do baixo salário e as precárias condições de trabalho. “Nossa guarda é reconhecidamente uma das melhores do Brasil. Combatemos a criminalidade, função que não é nossa, mas sim da polícia, mas apesar de tanto status, temos o pior salário entre as cidades da região”, comentou um dos guardas.

.

Comentaram que na escala extra do Carnaval, não houve fornecimento de água e refeição e cada guarda teve que pagar de seu próprio bolso.

.

Lembram também que vários eventos estão programados para março e abril (Rodeio, aniversário da cidade e Romaria) e as escalas se repetirão. No documento eles salientam da importância do reforço no policiamento, mas não querem ser forçados a trabalhar de graça e que cobram o que é de direito da categoria e que a prefeitura nunca pagou o dissídio garantido por lei.

.

Finalizam o documento lembrando-se das reivindicações. Querem 30% de aumento, horas extras pagas em pecúnia e todos os processos pagos.

.

Em outros documentos divulgados pelos guardas civis, que foram enviados por e-mail para centenas de pessoas de Cotia e outras cidades, está a reclamação dos critérios de promoção. Segundo o documento, guardas civis que entraram na corporação recentemente tiveram promoção, enquanto alguns mais antigos estão na espera.

.

Reclamam também da falta de munição e das condições das fardas e viaturas.

.

Em relação às horas extras, um informativo dos guardas civis diz: Alguns Guardas questionam a forma de pagamento das escalas extras com o banco de horas, contudo, os chefes enchem a boca e despejam a história do GRTI (Gratificação por Regime de Tempo Integral) para fundamentar as escalas e o não pagamento das horas extras. É bom deixar claro que o GRTI não é uma gratificação para escravizar o Guarda! O GRTI serve apenas como uma medida de acréscimo salarial instituída por Lei e que obriga o Guarda colocar-se à disposição da Administração em casos de calamidade ou de situações emergenciais, contudo, sem prejuízo da remuneração comum a quem tem direito quando os chamados ocorrem em horários de folga, como é o caso das convocações do Carnaval, Rodeio (evento particular) e Romaria”, diz o informativo.

.

Nesta segunda-feira alguns guardas que estão envolvidos nas reivindicações procuraram nossa reportagem e disseram que o movimento está se fortalecendo e que a greve não está descartada.

.

Pauta de reivindicações dos guardas que foi entregue ao comando

Resposta da Prefeitura

.

Enviamos e-mail para a prefeitura no dia 27 de fevereiro, mas até hoje, 6 de março, não foi respondido.

.

A jornalista Sonia Marques esteve na manhã desta terça-feira com o prefeito Carlão Camargo e ele disse conhecer a pauta de reivindicações, está estudando algumas delas e que pretende atendê-las o mais breve possível.

.

Fonte: Cotia Todo Dia

1 comentários:

blog do Guarda municipal de garanhuns-pe disse...

saudações conterrâneo de sangue azul....

20 de março de 2012 16:47

Postar um comentário